• +(21) 99639-3362
  • contato@guilhermekroll.com

Nasce Uma Estrela (2018)

Nasce Uma Estrela (1937) – Now

A Star Is Born (1937) (Nasceu uma Estrela BRA ou Nasce uma Estrela POR) é um filme de drama romântico norte-americano de 1937, dirigido por William A. Wellman e produzido por David O. Selznick para a United Artists. Roteiro de William A. Wellman, Robert Carson, Dorothy Parker e Alan Campbell.[3] O filme conta a história de Esther Blodgett, uma jovem que tem o sonho de entrar para o showbiz. É estrelado por Janet Gaynor e Fredric March.

 

Esther Victoria Blodgett mora em Dacota do Sul e anseia em se tornar uma atriz de Hollywood. Apesar de sua tia e pai desencorajarem tais pensamentos, a avó de Ester lhe dá suas economias para seguir seu sonho.

Esther vai para Hollywood e tenta conseguir um emprego como figurante, mas muitos outros tiveram a mesma ideia tanto que a agência de seleção parou de aceitar inscrições. Esther fica sabendo que suas chances de se tornar uma estrela são de uma em um milhão. Ela faz amizade com um novo hóspede na pensão em que mora, o robusto assistente de diretor Danny McGuire, também desempregado. Quando Danny e Esther vão a um concerto no Hollywood Bowl para comemorarem um emprego de McGuire, Esther vê pessoalmente pela primeira vez o ator Norman Maine, de quem é grande admiradora. Norman tem sido uma grande estrela durante anos, mas seu alcoolismo lançou sua carreira ao declínio.

Danny consegue para Esther um trabalho como garçonete em uma festa de Hollywood. Ao servir os hors d’oeuvre, chama a atenção de Norman. Ele encontra seu produtor e bom amigo de longa data, Oliver Niles, e pede que faça um teste com Esther. Impressionado, Oliver lhe dá um novo nome, Vicki Lester, e um contrato. Ela pratica as poucas linhas para seu primeiro papel minúsculo.

No entanto, quando o estúdio tem problemas para encontrar uma protagonista para o filme atual de Norman, intitulado The Enchanted Hour, Norman convence Oliver a lançar Esther. O filme faz dela um sucesso, assim como os espectadores continuam a perder o interesse em Norman.

Norman pede Vicki em casamento e ela aceita quando ele prometer parar de beber. Eles fogem do mainstream, para desfrutar de uma lua de mel em um acampamento nas montanhas. Quando eles retornam, a popularidade de Vicki continua a disparar, enquanto Norman percebe que sua própria carreira acabou, apesar das tentativas de Oliver para ajudá-lo. Norman permanece sóbrio por um tempo, mas a sua frustração sobre a sua situação, finalmente, o empurra para a bebida. Ele começa a beber novamente. Quando Vicki ganha um dos melhores prêmios da indústria do cinema, ele interrompe o seu discurso de aceitação, bêbado, exigindo três prêmios para a pior atuação do ano.

A estadia em um sanatório para curar o alcoolismo parece cada vez mais perturbador para Norman, mas um encontro casual com Libby dá ao assessor de imprensa uma oportunidade para desabafar seu desprezo escondido. Norman continua bebendo. Ester decide desistir de sua carreira para dedicar-se à sua reabilitação. Depois que Norman a ouve discutir o seu plano com Oliver, decide se suicidar e se afoga no Oceano Pacífico.

Triste, Vicki decide sair e ir para casa. Logo depois, sua avó aparece e a convence reagir. Na estreia de seu próximo filme no Teatro Chinês, Vicki é convidada a dizer algumas palavras no microfone. Com muitos fãs em todo o mundo ouvir, ela anuncia: “Olá a todos. Esta é a Sra. Norman Maine”.

 

Nasce Uma Estrela (Now)

Que filme, senhores!
Há muito tempo um filme não me agradava tanto…
Não sei se foi pela imersão que realizei no mundo da música ao apresentar o The Voice macaense, ou pelo fato de tê-lo assistido, pela primeira vez, deitado na sala vip do New York City Center, na Barra.
Só sei que já aluguei duas vezes no Now.
La Vie en Rose… e Shallow, são interpretações inesquecíveis.
Lady Gaga merece o Oscar. Estou encantado.
Bradley Cooper é carismático e doce demais.
Só sei que aluguei mais uma vez para Milena assistir. O choro foi convulsivo. Inevitável.
Amo muito tudo isso…

New York City Center – Sala 08 (Vip) – “Nasce uma Estrela”

Nasce Uma Estrela (2018)

Jackson Maine (Bradley Cooper) é um cantor no auge da fama. Um dia, após deixar uma apresentação, ele para em um bar para beber algo. É quando conhece Ally (Lady Gaga), uma insegura cantora que ganha a vida trabalhando em um restaurante. Jackson se encanta pela mulher e seu talento, decidindo acolhê-la debaixo de suas asas. Ao mesmo tempo em que Ally ascende ao estrelato, Jackson vive uma crise pessoal e profissional devido aos problemas com o álcool.

A história de Nasce uma Estrela chega aos cinemas pela quarta vez. A primeira foi em 1937, na versão menos conhecida, estrelada por Janet Gaynor. Em 1954, foi a vez de Judy Garland na pela da protagonista da trama. Barbra Streisand e Kris Kristofferson formaram a dupla principal da versão de 1977. Agora, em 2018, é a vez de Lady Gaga e Bradley Cooper emocionarem o público com a bela, romântica e triste história de amor.

A nova versão tem maiores semelhanças com a de 77. Nas duas primeiras, o casal principal era formado por dois atores. Na atual, assim como na de Barbra, tratam-se de cantores. Gaga vive Ally, uma jovem que sonha em ser cantora, mas que trabalha em um restaurante para pagar as contas. De temperamento forte, volta e meia, ela se apresenta em um clube noturno, sendo sempre incentivada pelo pai e pelo melhor amigo. Determinado dia, o clube recebe a visita do astro da música Jackson Maine (Cooper). Ele logo presta atenção na jovem e decide ajudá-la em sua carreira. Ao mesmo tempo, se apaixonam.

1